sábado, 25 de abril de 2009

"Wolf Creek - Viagem ao Inferno"


Com o mérito de ter feito barulho nos principais festivais de cinema em 2005, “Wolf Creek – Viagem ao Inferno” (Wolf Creek, 2005) é um filme de terror como pouco se vê hoje em dia. Não que o diretor australiano e estreante Greg McLean tenha feito um longa perfeito, mas ganha destaque em meio a tantas produções fuleiras do gênero que são lançadas todos os anos. McLean também assina o roteiro e a produção de "Wolf Creek". O diretor não fez apenas mais um filme sobre mochileiros que são atraídos para a morte em uma cidade distante e isolada. A história de McLean é centrada no medo, na imprevisibilidade do próximo instante. E esse talvez seja o maior ponto do filme. O terror psicológico é mais angustiante que as cenas de tortura. A carnificina fica um pouco de lado para que o suspense tome conta do público. O roteiro simples e criativo também contribui para o resultado final. Baseado em fatos reais, "Wolf Creek - Viagem ao Inferno" conta a aventura de três jovens pela Austrália. As inglesas Liz (Cassandra Magrath) e Kristy (Kestie Morassi) se juntam ao australiano Ben (Nathan Phillips), que promete ser o guia das moças na excursão pelo seu país. A idéia principal do grupo é visitar uma isolada cratera no meio do deserto australiano chamada Wolf Creek, onde um meteoro caiu há milhares de anos. Para tal feito, os jovens arrumam um velho carro, já que nenhum deles tem grana suficiente para conseguir uma máquina mais potente. Depois de horas de viagem, o grupo finalmente chega ao Parque Nacional de Wolf Creek. Tudo é maravilhoso na chegada, mas o antigo automóvel pára de funcionar quando os jovens resolvem deixar o local . Isolados no meio do nada, sem nenhum tipo de comunicação com o mundo, eles se desesperam. Até que surge um caminhão e desce um caipira de meia idade( o veterano John Jarratt) disposto a ajudar o grupo. Nem é preciso dizer que aqui começa o drama do trio. Clichês à parte, o homem se apresenta como Michael, se comporta de forma bastante agradável e ganha a simpatia dos jovens. O caipira dá uma olhada no motor do carro dos jovens e diz que só teria como ajudá-los no seu afastado acampamento. Diante da promessa de conserto grátis, os jovens não têm outra saída a não ser aceitar a proposta daquela figura aparentemente simpática. Michael, então, reboca o carro do grupo com seu caminhão. Quando chegam ao acampamento, o caipira compartilha sua vida com os jovens e cria uma aproximação maior. Mas o trio de mochileiros nem imagina o que está prestes a acontecer. Papo vai, papo vem, Liz adormece e quando acorda percebe que seus amigos não estão por perto. A jovem então escuta alguns barulhos vindos do interior da cabana de Michael. Ao se aproximar, ela nota sua amiga sendo cruelmente torturada pelo caipira assassino. A partir desse momento, os três jovens iniciam uma batalha desesperada para se manterem vivos. Enquanto o assassino não pretende de forma nenhuma deixá-los escapar. O cenário de "Wolf Creek - Viagem ao Inferno" constrói um clima de isolamento que faz com que o espectador sinta o drama dos personagens com uma angústia ainda maior. O tratamento estético ajuda a compor o mérito do filme. McLean consegue explorar bem os personagens já que o filme conta apenas com os três jovens e o caipira psicopata. E assim o público também cria uma relação mais intensa com esses personagens. A atuação dos jovens atores é convincente e ajuda nesse processo. Por essas e por outras é que "Wolf Creek" merece ser conferido.


Por Gabriel Von Borell



Ficha Técnica
Título Original: Wolf Creek
Gênero: Terror
Tempo de Duração: 99 minutos
Ano de Lançamento (Austrália): 2005
Site Oficial: www.wolfcreekmovie.com
Estúdio: True Crime Channel / Best FX / South Australian Film Corporation
Distribuição: Imagem Filmes / The Weinstein Company LLC
Direção: Greg McLean
Roteiro: Greg McLean
Produção: David Lightfoot e Greg McLean
Música: Frank Tetaz
Fotografia: Will Gibson e Brandon Trost
Desenho de Produção: Robert Webb
Direção de Arte: Robert Webb
Edição: Jason Ballantine


Elenco
John Jarratt (Mick Taylor)
Cassandra Magrath (Liz Hunter)
Andy McPhee (Bazza)
Kestie Morassi (Kristy Earl)
Nathan Phillips (Ben Mitchell)
Peter Alchin (Oficial de polícia)
Guy Petersen

4 comentários:

  1. Eu vi este filme, foi muito maneiro...

    Adoro filmes que realmente põem medo!!!

    Abração e obrigado pelas visitas!

    Ass.: André - Milha Turva

    ResponderExcluir